Greve na CPTM: Veja situação das linhas de trens em SP
24/08/2021 14:27 em Nacional

 

Linha 11-Coral opera parcialmente enquanto as linhas Linha 12-Safira e Linha 13-Jade estão totalmente paralisada; São Paulo suspende rodízio municipal de veículos

Os trabalhadores das linhas 11 – Coral, 12 – Safira e 13 – Jade da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) pararam suas atividades a partir da meia-noite desta terça-feira (24), por tempo indeterminado.

A decisão de realizar a greve ocorreu após audiência de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), onde as propostas da CPTM foram rejeitadas pelo sindicado.

Veja como está a situação dessas linhas, de acordo com dados atualizados às 10h50:

  • Linha 11-Coral – Circulação interrompida entre estações Guianases e Estudantes. CPTM disponibiliza ônibus gratuitos entre essas estações.
  • Linha 12-Safira – Linha totalmente paralisada. CPTM disponibiliza ônibus gratuito entre estações Calmon Viana e Tatuapé.
  • Linha 13-Jade – Linha totalmente paralisada. CPTM disponibiliza ônibus gratuito entre estações Engenheiro Goulart e Aeroporto-Guarulhos.

As demais linhas do sistema – Linha 7-RubiLinha 8-DiamanteLinha 9-Esmeralda e Linha 10-Turquesa – operam normalmente.

Também nesta terça, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias da Zona Central do Brasil divulgou uma moção de repúdio contra o que considerou uma falta de respeito da CPTM, alegando que a empresa divulgou faixas salariais mentirosas.

“A CPTM, tenta de forma sorrateira, jogar a população, contra os trabalhadores e trabalhadoras que transportam a maior cidade da América do Sul. População essa, que não recebe o tratamento merecido, no que diz respeito a Transporte, Saúde e Educação, pois o Governo que deveria proporcionar, de forma digna, não o faz”, diz o texto.

“A greve é uma resposta contra o autoritarismo do Governo. Da pior gestão que a CPTM já teve. Vemos como uma afronta e ameaça a afirmativa de que ‘enquanto milhares de trabalhadores perdem seus empregos ou tem suas rendas diminuídas – a renda média do trabalhador brasileiro é de R$ 2.500,00 – a CPTM mantém salários e benefícios rigorosamente em dia, mesmo tendo sido duramente afetada pela queda na demanda de passageiros durante 2020 e todo o ano de 2021 e com salário médio de R$ 6.500,00’”, continua a moção do sindicato.

“Exigimos respeito por parte da CPTM e que a empresa informe corretamente os salários da maioria dos Trabalhadores e Trabalhadoras, deixando de fora os altos salários da diretoria, chefes e altos cargos comissionados.”

Na noite de segunda-feira (23), em nota, a CPTM afirmou considerar “inadmissível” a decisão do sindicato de paralisar as atividades nas três linhas “prejudicando e punindo exclusivamente o cidadão que necessita do transporte público para ir ao trabalho, incluindo os que trabalham na linha de frente no combate à pandemia da Covid-19”.

Rodízio suspenso em São Paulo

Em razão da greve dos ferroviários, a Secretaria de Mobilidade e Trânsito e a Companhia de Engenharia de Tráfego de São Paulo decidiram suspender o rodízio municipal de veículos nesta terça-feira (24), tanto no período da manhã quanto no fim do dia.

A CET informou que vai “monitorar as vias da cidade e implementar medidas operacionais com vistas a melhorar a fluidez de ruas e avenidas, especialmente para o deslocamento do transporte público coletivo”.

Fonte CNN Brasil

COMENTÁRIOS
Roda Pé